O Super Bowl LIV vem aí, ultrapassando as fronteiras do futebol americano e ganhando status de entretenimento mundial. Mas, ainda assim, a força do evento nos EUA é sem igual! Os americanos simplesmente piram nessa época do ano: são mais de 110 milhões de telespectadores apenas pela televisão!

A final entre San Francisco 49ers e o Kansas City Chiefs acontecerá no Hard Rock Stadium, em Miami, no dia 2 de fevereiro. O estádio, que já sediou cinco Super Bowls, é a casa dos Dolphins em Miami. Para entrar no clima, seja você um fã de futebol americano, ou aquele que quer apenas curtir o show do intervalo, preparamos um intensivão com tudo o que você precisa saber sobre esse grande evento!

 

NFL + AFL = Super Bowl

Para quem ainda não sabe, o Super Bowl é a final da NFL (National Football League), a liga de futebol americano. Mas explicar o seu surgimento é um pouco mais complicado. A NFL como é conhecida hoje só surgiu nos anos 1970, quando houve a união dela com a AFL (American Football League). Sim, antigamente existiam duas ligas profissionais de futebol americano. E foi da rivalidade entre as duas que surgiu o Super Bowl - o campeão de uma liga disputava contra o campeão da outra para coroar o verdadeiro vencedor!

Com a fusão das duas ligas, criou-se a NFC (National Football Conference) e a AFC (American Football Conference). Pode parecer um pouco confuso no começo, mas a divisão é assim: a NFL é composta por 32 times, agrupados em oito divisões geográficas. Que por sua vez estão divididas entre a NFC e a AFC.

Com tantos times e duas conferências disputando partidas ao mesmo tempo, a temporada da NFL começa em um ano e termina apenas no seguinte. Por isso, cada Super Bowl é identificado por algarismos romanos. Assim, ninguém fica confuso!

Outra curiosidade que muita gente tem é de onde vem o nome. Afinal, porque não chamar de “final do futebol americano”? Tudo aconteceu lá em 1966, quando Lamar Hunt (que na época era dono do Kansas City Chiefs) passou a chamar a final do campeonato de Super Bowl. Mas engana-se quem acha que ele inventou o nome. O que ele fez, na verdade, foi adaptar o termo Rose Bowl (título mais importante do futebol americano universitário).

Com a fusão das duas ligas, a NFL criou o AFL–NFL Championship Game. Mas o apelido Super Bowl já tinha pegado e a imprensa adorou, ajudando a popularizar o nome que foi oficializado em sua terceira edição.

 

Super Bowl em números e jogadas

O New England Patriots, atual time de Tom Brady (quarterback, queridinho da liga e marido da musa brasileira Gisele Bündchen), é a equipe que mais disputou Super Bowls. Foram nove vezes!

Ao lado do Pittsburgh Steelers, os dois times lideram a lista de conquistas do campeonato. Cada time venceu o Super Bowl seis vezes. E a estrela Tom Brady se tornou o jogador com mais títulos da história.

 

Halftime Show

Você já sabe que o Super Bowl não é apenas sobre a final do campeonato de futebol americano. Feriado não oficial nos EUA, o evento também é palco do Super Bowl Halftime Show.

San Francisco 49ers e do Kansas City Chiefs) são ninguém menos que J-Lo e Shakira!

O show do intervalo já recebeu nomes como Michael Jackson, Diana Ross, Stevie Wonder, Britney Spears, Paul McCartney, Janet Jackson, Prince, Coldplay, Madonna, Justin Timberlake, Lady Gaga e Beyoncé!

 

As joias do Super Bowl

Você sabia que, além do título, o time vencedor leva para casa o Vince Lombardi Trophy? Feito pela joalheria Tiffany & Co., o objeto vale algo em torno de US$ 25 mil. E já que o troféu vai para o time em si, cada jogador (e a própria equipe) também recebe da liga um mimo para lembrar da vitória: o Super Bowl Ring, que vale tanto quanto a própria taça.

 

Recordes nas cifras da televisão

Com tudo o que você leu até aqui, já deu para perceber que a festa é grande e o investimento maior ainda! O intervalo comercial do Super Bowl se tornou o espaço publicitário mais caro do mundo.

O valor para um anúncio de 30 segundos durante o jogo pode custar cerca de US$ 5,25 milhões! Empresas como Amazon, Microsoft e Budweiser estão entre as que sempre garantem um espaço na grade. Assim como os gigantes da indústria cinematográfica que aguardam o grande dia para lançarem trailers especiais das maiores estreias do ano.

O recorde de comercial mais caro foi garantido pela Chrysler em 2011. A indústria automobilística pagou nada mais nada menos do que US$ 12,4 milhões.

Já a partida mais assistida foi o Super Bowl XLIX, com uma média de 114 milhões de telespectadores.

 


Faça mais, faça Fisk!

Aprender inglês pode ser uma conquista inesquecível. Você pode vencer esse jogo com a nossa ajuda!

Na Fisk, além de aulas dinâmicas, material moderno e professores antenados, você conta com o Cyber Fisk, nossa plataforma gamificada com conteúdos interativos para você aprender mais rápido e de maneira divertida! Saiba mais sobre nossos cursos e procure a unidade mais próxima.