Antes de mais nada, precisamos entender que os cursos de língua em um intercâmbio têm as mesmas divisões que os cursos daqui. Ou seja, você pode entrar numa turma do nível básico, intermediário, avançado ou fluente. A duração do curso é que vai determinar a intensidade das aulas. Por exemplo, um curso de 2 semanas (independentemente do nível) abordará as aulas de forma diferente de um outro curso de 9 meses.

Sabendo disso, o nível ideal para se fazer um intercâmbio depende muito do objetivo da sua viagem. Vamos explicar!

Se o seu objetivo é aprender inglês, você faz um teste para estabelecer o nível da turma em que deve entrar e pronto. Sendo assim, não há uma exigência mínima de conhecimento da língua, afinal, é para isso que você está estudando. Mas você deve sempre levar em consideração que estará em um lugar em que as pessoas só falam inglês, dentro e fora da sala de aula. Então, é bom ter um mínimo de conhecimento para conseguir se virar no país em questão ou, pelo menos, ter jogo de cintura até conseguir se comunicar.

Outras pessoas decidem pelo intercâmbio para conseguir colocações em universidades, para fazer cursos de extensão e, até mesmo, cursos livres. Para esses casos, todo aluno que não tem o inglês como língua materna deve provar sua proficiência, na maioria das vezes através dos certificados como o TOEFL, já que ele depende do entendimento da língua para acompanhar as aulas.

Com o seu objetivo traçado, você consegue definir melhor o tempo de duração do seu intercâmbio e adequar sua viagem às suas necessidades!

Ainda está na dúvida sobre o seu intercâmbio? Viajar para o exterior envolve muito planejamento, mas quando você tiver finalmente tomado a sua decisão, é só fazer as malas e se jogar!

 


Vem pra Fisk!

A Fisk tem décadas de bagagem para ajudar seus alunos a aprender uma nova língua com um método único! São milhões de brasileiros que estudaram na Fisk e, hoje, podem se comunicar em inglês e espanhol! Saiba mais sobre nossos cursos e procure nossa unidade mais próxima!